A Relíquia

Em A Relíquia, Eça de Queirós observa as instituições e identifica as causas da decadência de Portugal por meio da sátira. Nesse contexto, Teodorico Raposo representa o burguês oportunista, que se apoia nos valores cristãos para ser admirado por Titi, sua tia solteirona, beata e cruel. Para atender a um desejo dela, vai a Jerusalém buscar uma santa relíquia que cure as doenças e aflições da mulher, para receber sua herança.